Search

Spotify irá demitir 1,5 mil funcionários em 3ª rodada de demissões em 2023

Estocolmo – O serviço de streaming de áudio Spotify anunciou nesta segunda-feira (4) que irá demitir cerca de 1,5 mil funcionários, o que representa 17% do quadro de colaboradores, para reduzir custos. Essa é a terceira onda de demissão na empresa em 2023 (600 demitidos em janeiro e outros 200 em junho).

Daniel Ek, o bilionário fundador e executivo-chefe do Spotify, informou em comunicado aos funcionários, que receberiam um contato da área de recursos humanos da empresa para uma conversa individual se fossem afetados pelos cortes.

“Isso me leva a uma decisão que significará uma mudança significativa para nossa empresa. Para alinhar o Spotify com os nossos objetivos futuros e garantir que estamos no tamanho certo para os desafios futuros, tomei a difícil decisão de reduzir o nosso número total de funcionários em aproximadamente 17% em toda a empresa”, declarou o CEO do Spotify em comunicado.

“Reconheço que isso terá impacto em vários indivíduos que fizeram contribuições valiosas. Para ser franco, muitas pessoas inteligentes, talentosas e trabalhadoras irão nos deixar”, acrescentou.

As medidas anunciadas pelo Spotify fazem parte de uma onda de demissões que atingem as empresas de tecnologia, as chamadas big techs, desde o início de 2023, como Meta, Microsoft, Amazon e Alphabet.

“Apesar dos nossos esforços para reduzir custos no ano passado, a nossa estrutura de custos para atingir os nossos objetivos ainda é muito grande”, pontuou Daniel Ek.

PlayFM - Ao vivo
PlayTV - Ao vivo
Contato

Fale com a gente!