Search

Painel ‘Ligue 180’ reúne serviços para mulheres vítimas de violência no Brasil; veja como usar

São Paulo – O Painel “Ligue 180”, criado pelo governo federal, reúne serviços de atendimento para mulheres vítimas de violência no Brasil. A plataforma do Ministério das Mulheres lista contatos e endereços de delegacias, promotorias e casas de abrigo.

Ao todo, são 2.576 serviços que compõem a rede. Todos podem ser consultados pela internet (clique aqui e acesse).

A plataforma é composta por três abas:

Sobre o painel: reúne informações sobre o conteúdo da ferramenta e como navegar;

Serviço da rede: espaço para buscar as informações sobre os serviços especializados de atendimento a mulheres em situação de violência;

Análise da rede de serviços: traz informações sobre os serviços disponíveis por unidade da federação, município e tipo de serviços cadastrados.

Além disso, a Central de Atendimento à Mulher pode ser acionada via telefone, pelo número 180, e via chat no WhatsApp, pelo (61) 9610 0180.

Em 2023, a Central de Atendimento à Mulher, do governo federal, recebeu quase 75 mil denúncias de violência pelo 180.

A população também pode contribuir com a ferramenta, sugerindo serviços que ainda não apareçam no site, por meio de um formulário disponível no painel.

Por região

Segundo a plataforma, a unidade da federação que conta com o maior número de serviços é São Paulo, com 351 opções. Em seguida, estão Ceará, Minas Gerais e Pernambuco.

Atualmente, o Brasil conta com os seguintes serviços disponíveis:

Serviços de saúde a pessoa em situação de violência sexual: 1.049

Delegacias especializadas de atendimento à mulher ou seções da polícia de atendimento à mulher: 710

Centro de referência à mulher: 303

Juizados e varas especializadas: 169

Casas Abrigos: 122

Promotorias especializadas: 107

Núcleos de defesa e Defensorias Públicas: 55

Patrulha Maria da Penha: 53

Casas da Mulher Brasileira: 12

Fonte: G1

PlayFM - Ao vivo
PlayTV - Ao vivo
Contato

Fale com a gente!