Search

Pagamento do 13º salário anima comércio, que projeta melhora nas vendas de Natal

São Paulo – A partir da próxima semana, quase 88 milhões de brasileiros já começam a receber a primeira parcela do 13º salário, mas já tem muita gente gastando por conta.

O comércio está otimista, mas aposta no pagamento da segunda parcela, que ocorre em dezembro. Para a Confederação Nacional do Comércio, vai ser melhor do que no ano passado.

“As vendas de Natal devem movimentar quase R$ 70 milhões, portanto mais da metade do efeito do consumo sobre o comércio pode ser atribuído ao 13° salário”, explica o economista Fábio Bentes, da Confederação Nacional do Comércio.

A recomendação dos especialistas, no entanto, é para quem tiver dívida priorizar os acertos das contas.

“Se você está com aluguel atrasado, se tem conta atrasada, isso é prioridade”, explica Myrian Lund, especialista em finanças pessoais e professora da FGV.

Poupando o que sobra

A funcionária pública aposentada Neuza Barbosa não tem problemas com dívida e diz que vai deixar para a poupança. O professor aposentado Chester Pereira Nunes Silva também garantiu que vai poupar.

“Alguém da família adoece, então você tem que ter uma reserva”, diz.

Essa também é a dica da especialista Myrian Lund. “Uma reserva de emergência não é só para coisas ruins, mas também para coisas boas. É para dar qualidade de vida, para você poder fazer escolhas”, fala.

E se for para compra de Natal, ela recomenda uma lembrancinha ou algo que tenha mais significado.

Quem tem direito ao 13°?

O 13° é um direito de quem trabalha com carteira assinada, aposentados, pensionistas e empregados domésticos. Ao todo, são 87,7 milhões de pessoas no Brasil e o valor varia de acordo com o salário de cada um.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a média a ser paga em 2023 é de R$ 3.057.

PlayFM - Ao vivo
PlayTV - Ao vivo
Contato

Fale com a gente!