Search

Em meio ao caos na saúde de Ibiporã, Prefeitura gasta mais de R$ 5 mil em vídeo pra TV

Ibiporã – O direito universal à saúde está bem estabelecido, mas entre declarações de propósitos e a realidade existem abismos difíceis de transpor.

E em Ibiporã não é diferente, por mais que queiram criar uma cortina de fumaça para esconder o verdadeiro estado de calamidade que vive a saúde municipal.

Basta uma visita nas Unidades Básicas de Saúde pra ver que nem tudo está a mil maravilhas. No Jardim Pérola por exemplo, fios elétricos estão expostos, lâmpadas estão queimadas e a falta de cuidados básicos de manutenção são vistos assim que se pisa na calçada da unidade. Do outro lado da cidade no Jardim Bom Pastor, até pouco tempo, em dias de chuva a água tomava conta do corredor do local. Sem falar na UPA, que está cheia de rachaduras a ponto de cair na cabeça do povo que mais precisa de atendimento.

Uma comissão para investigar os desmandos na saúde de Ibiporã até que se foi tentada pela Câmara de Vereadores, mas rejeitada pela maioria dos membros do legislativo (veja foto abaixo).

Agora uma informação chama atenção, a Prefeitura de Ibiporã contratou a produção de um VT sobre a saúde da cidade no valor de R$ 5.555,00. Conforme documentos obtidos no Portal da Transparência, constante na Nota Fiscal 61430, emitida em 17/10/2023 onde tem como fiscal o comissionado Leonardo Pelisson de Souza e é descrito o serviço:

Serviço executado de acordo com a NF 61430, referente à produção de VT e SPOT (SINTAGMA MIDIA) relacionado à campanha (IBIPORÃ + SAÚDE), a fim de democratizar a informação. Utilidade pública

Clique aqui para acessar o Portal da Transparência.

Tal informação chamou atenção de toda a população, inclusive de profissionais da área de áudio visual que estão acostumados com tal serviço, conforme comentários nas redes sociais.

O vídeo também deixou a população empolvorada, inclusive nominando a campanha publicitária como “Fake”.

Por falar em redes sociais, o VT também foi replicado nas contas oficiais da Prefeitura de Ibiporã, que juntas Facebook e Instagram somam mais de 31 mil seguidores, mas obtiveram um resultado pífio, pra não dizer vergonhoso.

O vídeo que foi postado há 4 dias, recebeu no Instagram apenas vinte curtidas, entre elas três de assessores do prefeito José Maria. Outras duas curtidas são de secretarias municipais, gestão de pessoas e trabalho. Além da própria conta da Prefeitura de Ibiporã.

Já no Facebook, a publicação recebeu um comentário que já foi excluído ou ocultado, mas que dizia, “E quando os médicos faltam e ninguém avisa a gente, direitos iguais né”. Sobre as curtidas foram apensas três.

O Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Ibiporã foi procurado por telefone, mas não atendeu as ligações.

PlayFM - Ao vivo
PlayTV - Ao vivo

 

Acompanhe ao vivo